Nossa História

A história da Instituição coincide com o histórico da Mantenedora da Academia de Educação Montenegro, sediada na Av. São Vicente de Paula, nº 462, Centro, Ibicaraí, Estado da Bahia, Brasil.
A AEM é uma instituição que tem a origem no trabalho desenvolvido a partir de 1956, pelo casal Oscar de Queiroz Matos e Waldir Pinto Montenegro Matos que vieram para a região em 1954.
Iniciou o funcionamento em 1956, tendo sido criado ao decorrer do tempo cursos profissionalizantes a nível de 2º Grau e com o advento da Lei 9.394/96, o Ensino Médio.
Após verificação prévia do MEC-DEC, recebeu as seguintes denominações: Escola Comercial de Ibicaraí, para funcionamento do Ginásio Comercial; Escola Comercial de Ibicaraí, para funcionar com o Curso Comercial Básico; Escola Técnica de Comércio de Ibicaraí, para funcionar com o curso Comercial Básico e Técnico em Contabilidade;
1960 – por Decreto Governamental foi criada a Escola Normal de Ibicaraí para funcionar o Curso Pedagógico; com o advento da LDB Lei n.º 4.0.24/61, passou a denominação de Colégio Normal de Ibicaraí e Colégio Comercial de Ibicaraí; em 1962 recebeu da ISES-MEC, autorização para o funcionamento do Ginásio de Ibicaraí; após Assembleia Geral o estabelecimento passou a chamar-se Academia de Educação Montenegro, sendo responsável pelos diversos cursos mantido, nome este autorizado e reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação; em 1985 – reuniu-se em Assembleia Geral os associados convocados para criar a Academia de Educação Montenegro, para enviar ao Conselho Federal de Educação, pedido de Autorização, a fim da instituição ministrar cursos de graduação, tendo como Entidade Mantenedora a Academia de Educação Montenegro o pedido de autorização através do Projeto – Carta Consulta para o funcionamento dos Cursos de Graduação em Educação Física e Pedagogia a serem ministrados pela Faculdade de Educação Física e de Educação Montenegro, respectivamente – doravante denominadas (FAEFM, FAEM),
1989 – no início de agosto instalou-se o Curso de Licenciatura em Educação Física, autorizado pelo Decreto nº. 97.7787, que começou a funcionar logo após o vestibular;
1990 – em março de 1990 o Curso de Pedagogia autorizado pelo Decreto nº. 98.995;
1994 – obteve o Reconhecimento dessas habilitações.
1999 – Através das Portarias nº 622 e 623 de 13 de maio o MEC autorizou a implantação dos cursos de Turismo e Secretariado Executivo, a serem ministrados pela Faculdade de Educação Montenegro, mantida pela Academia de Educação Montenegro com sede na cidade de Ibicaraí, tendo sido seu primeiro vestibular em maio e no final de julho de 1999 a sua instalação.
A AEM está localizada na faixa de transição da Região Litoral Sul do Estado da Bahia, especificamente na cidade de Ibicaraí. Está distante aproximadamente 500 Km da capital do Estado é cortada pela BR-415, que faz a ligação com a Região Sudoeste da Bahia e com as principais cidades da sua região, Itabuna e Ilhéus. Está numa área com 851.742 habitantes, abrangendo 26 municípios sendo 20 pertencentes a Região Litoral Sul e 6 pertencentes a Região Sudoeste. Entre esses 26 municípios 3 possuem outras Instituições de Ensino Superior (Ilhéus, Itabuna e Itapetinga). Vale ressaltar que Ilhéus e Itabuna são os principais pólos econômicos da Região Litoral Sul e que Itapetinga é uma das principais cidades da Região Sudoeste, todavia AEM continua a desenvolver seu papel de agente de mudança dentro da região desenvolvendo atividades que fortalecem a sociedade tornando-a mais justa e humana.
Hoje a AEM está em pleno desenvolvimento, mantém 4 cursos de graduação, além de oferecer mais de 60 cursos de especialização em todas as áreas do conhecimento, ofertadas em várias cidades e estados do nosso país.
Os cursos de Educação Física e Pedagogia receberam a visita dos avaliadores do MEC – Ministério da Educação e Cultura – no ano de 2014, e em 2016 tiveram publicadas as portarias de Renovação de Reconhecimento do Curso sob os números, 282 e 284 , de 1º de Julho de 2016.
AEM está atenta às necessidades regionais auxiliando através da sua atuação no desenvolvimento sustentável, na qualificação humana fortalecendo a sociedade onde está inserida.
Para tanto a Instituição já protocolou no MEC – Ministério da Educação e Cultura – 02 novos cursos de Graduação, Administração e História, e deverá realizar seu primeiro vestibular no ano de 2017.